Um projeto Menu

Círculo da Inovação

“Gostava muito de receber candidaturas de empreendedoras”, diz presidente da EY

Rute Barbedo

D.R.

João Alves, presidente da EY

Há menos de três em cada dez líderes nas empresas em Portugal

Num programa que tem viajado “de sucesso em sucesso”, as expectativas sobre quem será o Empreendedor do Ano de 2018 mantêm-se “altas”, afirma João Alves, presidente da EY em Portugal, mentora do prémio bienal. Desde 2006, a EY distinguiu seis empreendedores portugueses pelo seu pensamento estratégico, caráter de inovação, performance financeira e impacto na sociedade, entre outros critérios. Todos eles foram homens, embora o número de candidatas esteja a aumentar a cada edição, segundo o responsável. “No dia em que o vencedor [do Prémio Empreendedor do Ano] for uma mulher, será um grande privilégio para nós”, afirma João Alves.

Apesar da evolução registada nos últimos anos, a presença de mulheres em cargos de liderança e gestão nas empresas em Portugal está muito longe de contribuir para a paridade. De acordo com o estudo “A presença feminina nas empresas em Portugal”, divulgado em março pela consultora Informa D&B, no final de 2016, as mulheres ocupavam 28,6% dos cargos de liderança (função do primeiro gestor). No plano da gestão, as mulheres ocupavam 34,2% do total de posições nas empresas.

Entrepreneur Of The Year