Um projeto Menu

Círculo da Inovação

Como a geração mais jovem enfrenta o Digitalizar

Na rubrica "2 gerações, o mesmo desafio", analisamos como os gestores de faixas etárias distintas lidam com os desafios que tocam a todos. Hoje, fique com dois CEO entre os 25 e os 45 anos. Amanhã, fique atento para ler a segunda parte

RICARDO MARVÃO*
Cofundador Beta-I

“Durante algum tempo na Beta-i debatemo-nos com o facto de como criar um acelerador realmente inovador e interessante, focado no empreendedor e a produzir resultados, mas apenas puxando pelas nossas ideias e do que víamos lá fora. E em 2011 tivemos o ensejo de propor a ideia à Comissão Europeia para lançar o primeiro programa de apoio a aceleradores europeus onde pudesse haver uma interação e intercâmbio de equipas nos vários aceleradores europeus, para aprenderem uns com os outros peer learning, exchange of lessons learned, participando diretamente como staff dos outros aceleradores. O projeto foi um enorme sucesso e daí surgiu o encontro anual de aceleradores europeus e a rede europeia de aceleradores, e um conjunto de white papers publicados anualmente sobre future trends deste sector.”

ANA PAULA RIBEIRO*
CEO WeCareOn

Gon\303\247alo Villaverde

“A história da WeCareOn é ela própria um desafio na digitalização. Pensar em processos de marcação e realização de consultas online, numa altura em que em Portugal este tema ainda era pouco aplicado e conhecido, foi desafiante, especialmente na área da psicologia clínica. Sempre quisemos usar a tecnologia como aliado à rapidez, flexibilidade, partilha de informação, clareza na informação para o cliente, para lhe dar poder na tomada de decisão. O facto das pessoas poderem fazer um scanner ou tirar uma foto ao pagamento que fazem para marcar uma sessão e nos enviar por e-mail para mais rapidamente fazerem uma consulta, é só um dos exemplos de como as tecnologias digitais facilitam a nossa atividade. Na WeCareOn, as marcações, pagamentos, confirmações e execução das consultas é tudo feito online, inclusive os recibos de facturação são enviados por e-mail para os clientes.’’

*Geração 25/45 anos

Artigo originalmente publicado no Expresso de 16 de julho de 2016

Digitalização